Botafogo derrota o Resende por 5 a 0 e um empate no fim da competição pode garantir o título estadual

13O Botafogo passeou no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, na noite de sábado, goleou o Resende por 5 a 0 e garantiu a classificação para a final da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca. Dória, Lodeiro, Fellype Gabriel, Rafael Marques e Seedorf marcaram os gols do Glorioso, que decidirá o título no dia 5 de maio com o ganhador do encontro entre Fluminense e Volta Redonda, que se enfrentam neste domingo. Por ter vencido o primeiro turno, a Taça Guanabara, o Alvinegro será campeão estadual se conquistar também a Taça Rio.

Logo no primeiro minuto, Kim chutou de fora da área uma cobrança de falta e fez a bola passar por cima do travessão do Botafogo. Os torcedores tiveram o sentimento de que o Glorioso teria dificuldades no início, mas a impressão foi falsa. Sob a batuta do maestro Seedorf, o Alvinegro passou a controlar as ações. Aos seis minutos, Julio Cesar cruzou e o holandês, de voleio, chutou para fora.

Neste cenário o gol botafoguense era questão de tempo e ele saiu aos 12 minutos. Lodeiro cruzou da esquerda e Dória escorou, com o pé direito, para o fundo da rede. O Resende ainda tentava se recuperar quando levou o segundo gol quatro minutos depois. Em jogada individual Lodeiro se livrou de Léo Silva, invadiu a área e chutou cruzado para bater Mauro.

A vantagem chegou a fazer o Glorioso ficar desatento e a punição quase veio aos 22 minutos, quando Fellype Gabriel cometeu pênalti infantil ao dar uma banda em Hiroshi dentro da área. Elias cobrou e Jefferson mostrou o porquê de ser um goleiro de Seleção Brasileira e praticou a defesa. O castigo para o Resende foi duro, vindo três minutos depois. Julio Cesar cruzou e Fellype Gabriel, entre os zagueiros, cabeceou para o fundo da rede, fazendo 3 a 0.

Logo aos oito minutos do segundo tempo o Botafogo mostrou que a classificação para a decisão da Taça Rio já estava assegurada, pois chegou ao quarto gol. Após triangulação do ataque, que envolveu ainda Lucas, Lodeiro deixou na entrada da área para Rafael Marques chutar colocado, no canto esquerdo de Mauro, que nada pôde fazer. Estava dando tudo tão certo para o Botafogo que, três minutos depois, Elias avançou livre pela direita, cruzou e Hiroshi, livre de marcação, perdeu um gol feito, mandando a bola sobre o gol.

Defesa campeã do Bota- Com a situação definida, o Botafogo passou a tocar a bola e atacar apenas quando as oportunidades fossem boas. Aos 19, em uma delas, Seedorf fez boa jogada pela direita, tabelou com Rafael Marques e chutou na rede pelo lado de fora. Aos 33, Marcelo Mattos chutou cruzado e Admilton, de cabeça, evitou o gol. No minuto seguinte o Resende respondeu em um grande chute de Elias, que Jefferson salvou em outra grande defesa.

Quando as coisas pareciam que não seriam mais modificadas, o Botafogo ampliou aos 36 minutos. Vitinho cruzou da direita, Admilton tentou cortar, mas a bola sobrou para Seedorf chutar sem chances para Mauro. O jogo era fechado em grande estilo, com o gol do maestro botafoguense.

Botafogo: Jefferson; Lucas, Bolívar (Antônio Carlos), Dória e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Gabriel, Fellype Gabriel (Bruno Mendes), Seedorf e Lodeiro (Vitinho); Rafael Marques. Técnico: Oswaldo de Oliveira. Resende: Mauro; Filipi Souza (Robert), Thiago Sales, Admilton e Tiago Silva; Léo Silva, Dudu, Hiroshi e Kim (Pedrinho); Elias e Geovane Maranhão (Denilson). Técnico: Eduardo Allax. Árbitro: Péricles Bassols Cortez (RJ). Cartões amarelos: Rafael Marques, Bolívar, Admilton e Dudu.




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: