Atlético-PR 5 x 1 Vasco: Atlético se aproveita de nervosismo do Vasco e aplica goleada

00O Atlético-PR aplicou uma goleada de 5 a 1, em cima do Vasco, e empurrou o clube carioca para segunda divisão do futebol brasileiro. Com a vitória o Furacão se garantiu na Libertadores do próximo ano. O jogo foi de um primeiro tempo nervoso, no qual foi parado por 60 minutos devido a briga de torcedores na arquibancada do estádio. A segunda etapa veio com um Furacão arrasador, metendo três gols e dessa forma acabando com qualquer reação cruz-maltina.

O Vasco vai jogar pela segunda vez em cinco anos a Série B do Campeonato Brasileiro. Já havia jogado no ano de 2009, quando foi campeão da competição. Agora o clube vai de novo atuar nela, mas agora com a companhia de outro gigante carioca, o Fluminense.

O jogo

A primeira etapa foi marcado mais por paralisação do que pelo futebol em si. A partida parou por 50 minutos devido a briga entre as torcidas dentro do estádio. No campo o Furacão saiu com a vantagem para o intervalo.

O Atlético abriu o placar já aos 4 minutos e pressionou ainda mais o Vasco. Paulo Baier cobrou falta na cabeça de Manoel, que mandou para as redes.

O jogo seguiu nervoso e brigado e essa carga foi transferida para a arquibancada, que resultou em uma pancadaria entre as duas torcidas. Aos 19 minutos o jogo foi paralisado e voltou somente depois de um longo tempo de discussões de árbritos com dirigentes. O pessoal do Furacão queria a volta do jogo. Por outro lado, o pessoal cruz-maltino achava que não havia condição da partida ser realizada.

A partida voltou mais tensa que já estava antes. Os dois times errando muitos passes bobos. Mas foi melhorando aos poucos. Aos 40 minutos, o Vasco chegou ao empate. Yotun fez jogada pela esquerda e cruzou, o goleiro espalmou em cima de Edmílson e voltou para as redes.

Quando tudo encaminhava para o empate o Furacão conseguiu achar um gol no último minuto da primeira parte. Em um contra-ataque, Paulo Baier recebeu na direita e cruzou para Éderson, livre na área, cabecear para a meta. O tento foi facilidado pelo escorregão do goleiro Alessandro, que assim não conseguiu chegar na bola.

O Segundo tempo começou e o Atlético voltou mais tranquilo, enquanto o Cruz-maltino parecia nervoso. E isso se intensificou com o gol do Furacão aos 23 minutos. Em um outro contra ataque puxado por Paulo Baier, que tocou para Éderson na esquerda, que avançou e mandou para Marcelo concluir em gol.

O Furacão continuava em cima, se aproveitando do nervosismo do adversário e o gol fatal estava amadurecendo. Aos 35 minutos ele veio. Felipe avançou pela esquerda e tocou no meio para Éderson que apenas conclui para o gol. Com esse tento o Vasco parou de jogar e acusou o golpe. Dessa forma, o quinto gol apareceu logo em seguida. Éderson novamente recebeu na cara do goleiro e mandou forte para a meta! Após esse último tento o juíz apitou o fim da partida.




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: