DESTAQUE NITERÓI

Alerj aprova projeto que cria linha social de barcas Charitas-Praça XV

banner

A Assembleia Legislativa (Alerj) aprovou, nesta quarta-feira, em segunda discussão, o projeto que institui a tarifa social, com passagem no valor de R$ 6,10, na linha de barcas Charitas-Praça XV, entre as cidades de Niterói e Rio de Janeiro. Atualmente, o trajeto só opera a linha seletiva, que custa R$ 16,90. Agora, o governador Luiz Fernando Pezão tem 15 dias para sancionar o texto. O projeto de lei 1.560/16 é de autoria do deputado estadual Flávio Serafini (PSOL), que destaca a importância dessa decisão.

— Hoje, muitas pessoas da Região Oceânica de Niterói perdem tempo de deslocamento quando pegam o ônibus para chegar ao Rio porque a tarifa é mais barata que a da barca. Com a tarifa social, essa estação vai também ajudar a escoar o trânsito.

A linha social não implicará em revisão tarifária da linha seletiva. O texto também determina que o número de vagas disponibilizadas para atendimento da linha social não poderá ser inferior às vagas destinadas à linha seletiva, e proíbe que a nova tarifa seja usada como justificativa para reajuste no preço da linha atual. O texto obriga ainda que o Governo do Rio de Janeiro inclua linhas sociais em todos os trajetos.

Em fevereiro, o deputado Flávio Serafini pontuou que a entrada da tarifa social vai possibilitar o aumento do número de passageiros nos catamarãs, calculado hoje em torno de 6.500 por dia.

A fiscalização sobre a demanda de usuários, diz o texto, ficará sob a responsabilidade da Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes Aquaviários, Ferroviários e Metroviários e de Rodovias do Estado do Rio de Janeiro (Agetransp).

Posts Relacionados

Valor pago em propina por Eike a Cabral foi repatriado, diz delator

REDAÇÃO

Morre a cantora Angela Maria

REDAÇÃO

Vereadores aprovam construção de shopping na sede do América

REDAÇÃO

Esse site utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Assumimos que você esteja de acordo com isso, caso contrário você pode fazer opt-out if se desejar. Aceito Leia Mais