Fluminense e Vasco empatam em 1 a 1 no Engenhão

083Se no resto do Rio de Janeiro o clima era de festa neste sábado de Carnaval, no Engenhão o público não teve muitos motivos para se animar. Em um clássico morno, Vasco e Fluminense empataram em 1 a 1. Jean, contra, abriu para o clube de São Januário após escanteio de Tenório. Já no fim da segunda etapa, Fred marcou para o time das Laranjeiras.

Com o resultado, o Vasco chega aos dez pontos e se mantém na terceira colocação do Grupo A da Taça Guanabara, atrás de Botafogo e Madureira. O Fluminense, por sua vez, vai a 12 pontos e permanece na vice-liderança do Grupo B, quatro atrás do líder Flamengo.

Os jogadores das duas equipes entraram em campo com os ânimos exaltados. Logo aos três minutos, Wendel fez duas faltas seguidas em Wellington Nem e deu início a um pequeno tumulto, apartado pelo árbitro.

Com três volantes em campo, o Fluminense conseguiu desenvolver boas chances, mas o primeiro tempo foi do Vasco. O Cruzmaltino assustou e chegou a marcar aos 16 minutos – Eder Luis levantou para Carlos Alberto, que cabeceou em posição duvidosa para o fundo da rede e teve o gol anulado.

Aproveitando os contra-ataques, Eder Luis e Carlos Alberto chegavam sem sucesso à meta tricolor até o primeiro vacilo da zaga vascaína. Aos 23 minutos, Edinho rolou na área para Fred, que dominou e chutou forte para grande defesa de Alessandro.

O momentos seguintes foram de grandes chances para o Flu, que tentou, em vão, abrir o placar. Já aos 38 minutos, Carlinhos tabelou pela esquerda e cruzou de novo para Fred, que pegou de primeira, mas chutou no travessão. Nem, no rebote, cabeceou para fora.

O primeiro gol só saiu aos 42, após uma confusão dentro da área. Wendel cobrou escanteio pelo lado direito e viu Tenório desviar a bola para Jean, contra, colocar para dentro enquanto marcava Carlos Alberto.

O Fluminense voltou com Marcos Júnior no lugar de Edinho, mas a substituição não rendeu grandes resultados. A equipe só conseguiu sua primeira finalização aos 17 minutos, com Wagner, em resposta a susto de Carlos Alberto.

Poucos minutos depois, Abel optou por Felipe no lugar de Valencia e Wellington Silva na vaga de Bruno Vieiro. Gaúcho, por colocar Filipe Soutto na vaga de Wendel e trocar Carlos Tenorio por Bernardo. Fechado, o Vasco dificultou o ataque do Fluminense, mas também não se preocupou em ampliar o placar.

Aos 38 minutos, Nem deu nova chance para Fred, que cruzou para Marcos Junior churtar. Alessandro defendeu novamente. O Vasco reagiu com uma roubada de bola de Carlos Alberto, que tocou para Pedro Ken. Sozinho, o meia se apressou e isolou a bola. A última chance foi para o Flu. Aos 42 minutos, Carlinhos cruzou para Fred, que cabeceou no canto esquerdo do gol, sem chances para Alessandro.

FICHA TÉCNICA –  FLUMINENSE 1 x 1 VASCO
Local:
 Estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro
Data: 9 de fevereiro de 2013 (sábado)
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Grazianni Rocha
Assistentes: Luiz Regazone e Marcos do Nascimento
Cartões amarelos: Edinho, Jean e Fred (Fluminense) e Wendel e Carlos Alberto (Vasco)

Gols:
FLUMINENSE:
 Fred, aos 41 minutos do segundo tempo;
VASCO: Jean, contra, aos 42 minutos do primeiro tempo

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Bruno (Wellington Silva), Digão, Leandro Euzébio e Carlinhos; Edinho (Marcos Júnior), Valencia (Felipe), Jean e Wagner; Wellington Nem e Fred
Técnico: Abel Braga

VASCO: Alessandro, Nei, Dedé, Renato Silva e Dieyson (Fellipe Bastos); Abuda, Pedro Ken, Wendel (Fillipe Soutto) e Carlos Alberto; Eder Luis e Tenório (Bernardo)
Técnico: Gaúcho




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: