41 jogos, sete meses e 3480 pontos depois, o Flamengo é pentacampeão do NBB

O Flamengo se sagrou pentacampeão do NBB neste sábado ao vencer o Bauru por 100 a 66, na Arena Carioca 2, um dos palcos dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, que contou com ótimo público no jogo 5 das finais da competição. Com excelente atuação de Marcelinho e incorporando o espírito vindo das arquibancadas, o time rubro-negro foi altamente superior no duelo e garantiu a maior diferença no placar na história das finais do NBB.

Contando com um ginásio lotado, o Flamengo se impôs dentro de quadra desde o início do confronto, exibindo um bom volume de jogo e mantendo importante média de pontos para assegurar a liderança no placar. Já o Bauru conseguiu evitar um distanciamento dos adversários no marcador, indo para o segundo quarto com apenas quatro pontos de diferença.

A tônica do primeiro quarto se manteve no segundo e o Flamengo continuou à frente dos rivais, que levaram a melhor no jogo 4, forçando a decisão para o último confronto. Se no último duelo a equipe do interior paulista foi superior aos cariocas, neste sábado os jogadores rubro-negros não deram brecha para que os adversários pudessem se reerguer.

Apesar da importante vantagem construída no primeiro tempo, foi no terceiro quarto onde o Flamengo realmente deslanchou e encaminhou o título da Liga Nacional de Basquete. A equipe comandada pelo técnico José Neto incorporou o espírito da arquibancada e sufocou o Bauru, que pouco pôde fazer diante do ritmo intenso demonstrado na Arena Carioca 2 no período. Para se ter uma noção da superioridade do time rubro-negro, o placar do terceiro quarto foi 31 a 17, colocando a equipe paulista em uma situação delicada na final.

O Bauru voltou a contar com Alex no último quarto para tentar alcançar o Flamengo, no entanto, a situação dos visitantes era extremamente delicada. Para piorar para o time paulista, os rubro-negros continuaram em um nível impressionante, tendo Marcelinho como um dos principais protagonistas e Gegê como peça de desafogo. Com isso, bastou a equipe de José Neto apenas administrar a vantagem e esperar o estourar do cronômetro para comemorar o pentacampeonato do NBB e o tetra de maneira consecutiva.




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: